Terraços do Carmo, Ruínas e Museu Arqueológico

Terraços do Carmo, Ruínas e Museu Arqueológico

Terraços do Carmo

O passeio de hoje leva-nos até aos Terraços do Carmo, às Ruínas do Convento do Carmo e ao Museu Arqueológico, em Lisboa. Tudo pertinho do mítico Largo do Carmo.

miradouro do carmo miradouro de santa justa lisboa portugal terraços do carmo ruínas do convento do carmo largo do carmo

Miradouro do Carmo em Lisboa. Também conhecido como Miradouro de Santa Justa

O Grande Incêndio do Chiado

É impossível falar dos Terraços do Carmo sem falar no incêndio, que destruiu o Chiado em 1988. Foi há 30 anos que Lisboa acordou envolta numa nuvem negra de fumo.

O Chiado estava a arder! Eu tinha 12 anos na época, e lembro-me perfeitamente desse dia e de termos acompanhado o evoluir da situação pela televisão. Foi um acontecimento que me marcou, e até há bem pouco tempo não conseguia dissociar o Chiado deste acontecimento.

O que são os Terraços do Carmo?

Depois do Incêndio, foi criado o Plano de Recuperação e Reabilitação da área ardida do Chiado. O projecto ficou a cargo do Arquitecto Álvaro Siza Vieira. E este plano foi executado de forma gradual ao longo dos anos. Tendo ficado por concluir a ligação entre a Rua Garrett e as Ruínas do Convento do Carmo.

Os Terraços do Carmo, fazem a ligação que faltava entre a Rua Garrett e as ruínas do Convento do Carmo. Inserem-se no plano de recuperação e reabilitação da área ardida do Chiado. E foram inaugurados a 10 de Junho de 2015.

miradouro do carmo miradouro de santa justa lisboa portugal terraços do carmo ruínas do convento do carmo largo do carmo

Terraços do Carmo

miradouro do carmo miradouro de santa justa lisboa portugal terraços do carmo ruínas do convento do carmo largo do carmo

Detalhe do Miradouro do Carmo (também conhecido como Miradouro de Santa Justa)

Com esta intervenção vence-se o desnível existente. E criou-se um espaço publico de lazer nos Terraços do Convento do Carmo. Onde podemos encontrar Restaurantes como o Topo Chiado. Ou subir ao Miradouro do Carmo (também conhecido como Miradouro de Santa Justa), e apreciar a maravilhosa vista sobre Lisboa. O elevador de Santa Justa é uma maravilhosa construção de Gustav Eiffel.

O Miradouro do Carmo (ou Miradouro de Santa Justa)

Uma dica, para quem quer visitar o Miradouro, mas dispensa a subida pelo elevador de Santa Justa. Podem fazer a visita através dos Terraços do Carmo, e assim evitar a fila enorme (que chega a ter uma espera de 1h30 a 2 horas). O bilhete de acesso apenas ao Miradouro tem um custo de 1,50€ (A subida pelo elevador, tem um custo de 6€). Pelo que se forem ao Miradouro através dos Terraços do Carmo poupam tempo e dinheiro.

miradouro do carmo miradouro de santa justa lisboa portugal terraços do carmo ruínas do convento do carmo largo do carmo arco da rua augusta

Vista sobre Lisboa, a partir do Miradouro do Carmo, com o Arco da Rua Augusta ao fundo.

E tanto a subida como a descida são feitas por estreitas escadas em caracol, uma só para subir e outra só para descer. Se sofrem de vertigens não aconselho. Mas se conseguirem vencer as vertigens, a vista é mesmo de tirar o fôlego. É claro que eu sou suspeita, porque como já sabem adoro apreciar vistas espectaculares.

miradouro do carmo miradouro de santa justa lisboa portugal terraços do carmo ruínas do convento do carmo largo do carmo

Vista sobre Lisboa, a partir do Miradouro do Carmo, com a Sé de Lisboa ao fundo.

Ruínas do Convento do Carmo e Museu Arqueológico

Museu Arqueológico

O Museu Arqueológico do Carmo, localiza-se nas Ruínas do Convento do Carmo em Lisboa e é aqui também a sede da Associação dos Arqueólogos Portugueses.

No Museu Arqueológico do Carmo podem encontrar peças de valor histórico, arqueológico e artístico. Da qual fazem parte artefactos e obras desde a Pré-História à época contemporânea.

miradouro do carmo miradouro de santa justa lisboa portugal terraços do carmo ruínas do convento do carmo largo do carmo

Ruínas do Convento do Carmo

Ruínas do Convento do Carmo

A Igreja do Convento do Carmo já foi a principal igreja gótica da capital, e que pela sua grandeza e monumentalidade concorria com a Sé de Lisboa. Ficou em ruínas devido ao terramoto de 1755 não tendo sido reconstruído, e é um dos principais testemunhos da catástrofe ainda visíveis na cidade.

Conhecem a expressão popular “Cai o Carmo e a Trindade”? É possível que a ruína do convento do Carmo e do seu vizinho convento da trindade, aquando do terramoto, esteja na origem desta expressão popular, que significa uma catástrofe. (Muitas vezes utilizada como ironia).

As Ruínas do Convento do Carmo também têm sido palco de alguns espetáculos. Como por exemplo O Lisbon Under Stars.

miradouro do carmo miradouro de santa justa lisboa portugal terraços do carmo ruínas do convento do carmo largo do carmo

Ruínas do Convento do Carmo

Deixo-vos com o vídeo do passeio, se ainda não conhecem visitem o meu canal no Youtube  onde encontram todos os vídeos dos passeios e viagens.

 

Se gostaram Guardem no Pinterest! Pin It!

Terraços do Carmo largo do carmo ruinas do convento do carmo museu arqueológico lisboa portugal

E vocês, já conheciam estes espaços? Contem tudo nos comentários.

Espero que tenham gostado, Bons Passeios e até ao próximo Post.

Informações Úteis

Museu Arqueológico do Carmo

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

De Segunda-Feira a Sábado:
Outubro a Maio: das 10h00 às 18h00
Junho a Setembro: das 10h00 às 19h00

Encerrado:
Aos Domingos, 1 de Janeiro, 1 de Maio e 25 de Dezembro.

BILHETEIRA

Bilhete Adulto
4,00€

Bilhete Estudante*
3,00€

Bilhete Sénior*
3,00€
(Idade igual ou superior a 65 anos)

Bilhete Lisbon Card*
3,20€

Bilhete infanto-juvenil*
Gratuito
(Idade inferior ou igual a 14 anos**)

Bilhete de Grupos
3,00€
(Para grupos superiores a 30 pessoas)

Bilhete Pessoas de Mobilidade Reduzida
3,20€

* Mediante comprovação documental
** Deve ser acompanhado por um adulto

VISITAS GUIADAS /
SERVIÇO EDUCATIVO

Visita Guiada
5,50€

Visita Guiada Sénior
4,00€

Visita Guiada Estudante
4,00€

Actividade Escola
3,50€

Actividade Passaporte Escolar
2,00€

Para mais informações visitem o site do Museu:

http://www.museuarqueologicodocarmo.pt/info.html

 

 

Terraços do Carmo, Ruínas e Museu Arqueológico
Seguir:

29 Comments

  1. 18 Julho, 2016 / 11:11

    Adorei as fotos e o video! Que vista linda!!! Anotei a dica para quando for!

  2. 17 Julho, 2016 / 14:30

    Olá Samuel tem de vir uns dias para Lisboa e explorar a cidade vai ver que vai ficar surpreendido 🙂 Obrigada pelo comentário

  3. 17 Julho, 2016 / 14:28

    Olá Samuel tem de vir uns dias para Lisboa e explorar a cidade vai ver que vai ficar surpreendido 🙂 Obrigada pelo comentário

  4. 17 Julho, 2016 / 5:06

    Gostei muito do seu post. Que belo passeio esse! Pelos relatos de amigos e posts de colegas blogueiros estou descobrindo tantos encantos de Portugal que estão me seduzindo a ir muito em breve conhecer este pais cheio de encantos!

  5. 17 Julho, 2016 / 3:43

    Muito legal o visual da cidade, Portugal realmente tem lugares incríveis e desconhecidos pra mim. A cada dia aumenta a vontade de conhecer um pouco do país. Obrigado pelo post.

  6. 16 Julho, 2016 / 23:47

    Tenho de me confessar: não sou grande fã de Lisboa. Sempre que lá vou esforço-me por gostar, mas parece que falta ali alma. Bom, pode ser de mim.Este miradouro estará incluído numa próxima visita, talvez este Verão. Da última vez que por aí andei reparei nessas obras por cima da rua do Carmo mas nem sabia qual era o destino. Acho que até vou gostar. Em Maio aterrei em Lisboa ao final da tarde e fiquei apaixonado por o que vi: Lisboa do ar é lindíssima, com os seus telhados vermelhos e paredes onde predomina o amarelo e branco.

  7. 16 Julho, 2016 / 23:43

    Obrigado pelas dicas, por acaso já estive no Terraço do Carmo, mas nunca visitei o Museu Arqueológico, ficará para uma próxima.

  8. 16 Julho, 2016 / 20:27

    Excelente artigo, gostei das dicas! A vista me parece muito linda, Lisboa é uma cidade fantástica mesmo, cheio de coisas para conhecer! Obrigado pelas dicas!

  9. Fran Agnoletto
    16 Julho, 2016 / 16:25

    Que lugar lindo.Sou super fã das obras do arquiteto Álvaro Siza, e adoro visitar suas obras pelo mundo.Quando voltar à Portugal, com certeza irei incluir uma visita ao Terraços do carmo. Bela vista!Abraços,Fran @ViagensqueSonhamos

  10. 16 Julho, 2016 / 15:28

    É mesmo 🙂 por isso a ideia do Blog é mesmo essa, conhecermos melhor a nossa cidade 😉 Beijinhos

  11. 16 Julho, 2016 / 13:58

    Quanto mais perto, mais a gente vai deixando de lado! Tantas vezes visito Lisboa e nunca fui aqui! E que sítio interessante e com uma belíssima vista. Vou já apontar aqui para a próxima visita à capital 😀

  12. 16 Julho, 2016 / 13:24

    Também gosto muito, este e o miradouro do arco da rua Augusta são os meus favoritos

  13. 16 Julho, 2016 / 12:44

    Por muito turístico que seja, este continua a ser um dos meus sítios preferidos no centro de Lisboa! Adoro o Convento do Carmo!

  14. Francisco agostinho
    16 Julho, 2016 / 12:02

    Sim, de vez em quando a Banda da GNR e a Orquestra e coro do Teatro Nacional de São Carlos fazem lá concertos por exemplo.

  15. 16 Julho, 2016 / 11:27

    Não fazia ideia que se podia assistir a concertos nas ruínas, obrigada pela dica 😉

  16. Francisco Agostinho
    16 Julho, 2016 / 11:16

    A nossa Lisboa tem panorâmicas fantásticas e esta é uma das minhas preferidas, é maravilhoso assistir a concertos nas ruínas do carmo faz-nos recuar ao tempo da Lisboa antiga.Obrigado Sónia !

  17. 16 Julho, 2016 / 11:01

    Sim Luciana, se tem vertigens é melhor não arriscar, mas a vista é mesmo de tirar o fôlego. Obrigada e Beijinhos

  18. 16 Julho, 2016 / 10:44

    Já estava muito animadinha para subir as escadas e evitar a fila do elevador, até ler que não é bom para quem sofre de vertigens, como eu! (risos). Uma ótima dica que será posta em prática quando regressar a Lisboa. Um abraço 🙂

  19. José Arnaud
    6 Outubro, 2015 / 13:04

    Cara Sónia,A simbologia nem sempre é muito clara, e será revista este inverno, mas julgo que o símbolo da proibição que está à entrada representa uma câmara com tripé e flash. Obrigado pelas suas observações, e por divulgar este Museu bem como outras atrações desta bela cidade.

  20. 6 Outubro, 2015 / 12:31

    Muito obrigado pelo esclarecimento, como na porta tem os símbolos de proibido filmar ou fotografar, fiquei com a ideia de que seria proibido mesmo que para utilização pessoal.

  21. José Morais Arnaud
    6 Outubro, 2015 / 11:50

    Esclareço que no Museu Arqueológico do Carmo, como na maior parte dos museus do mundo, não de pode fotografar ou filmar com tripé ou flash, nem utilizar imagens do espaço ou do acervo museológico para fins comerciais, sem autorização prévia da Direcção, mas os visitantes podem fotografar ou filmar livremente, para utilização pessoal.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: