Sobre

img_3953Olá eu sou a Sónia,

comecei este Blog no dia 26 de Dezembro de 2014, o Lovely Lisbonner, um blog de viagens e lifestyle. Inicialmente muito focado em Lisboa, a cidade que me viu nascer.

Sejam bem-vindos a este meu cantinho na internet. Onde partilho um pouco do meu estilo de vida e das minhas coisas favoritas. Espero que vos inspire a viajar e passear mais. Basta olhar mais para a nossa própria cidade. E redescobrir os lugares pelos quais às vezes passamos todos os dias sem prestar a devida atenção.

O Lovely Lisbonner é o meu “Happy Place”, espero que possa também ser o vosso.

“Não controlamos tudo o que nos acontece na vida, mas controlamos a forma como reagimos ao que nos acontece”.

Este é o meu lema de vida. Continuem a Ler e descubram um pouco mais sobre Mim.

Fim de Tarde em Belém, Lisboa, Portugal

Um pouco mais sobre mim  

Nasci em Lisboa e morei grande parte da minha infância em Alvalade, o meu bairro favorito em Lisboa. Sou muito focada nos meus objectivos, não me digam que algo é impossível. Sou aquela pessoa que quando acredita num projeto, veste realmente a camisola.

O que me mais me inspira

Não acredito no “mais ou menos”. Quando me comprometo com algo estou de corpo e alma. Quando estou motivada “luto” até ao fim. Mas tenho mesmo de estar motivada, só assim consigo trabalhar.  Essa motivação vem de ter a certeza do que quero. E de estar apaixonada constantemente pelo que faço, e pela vida.

Acho que é por isso que o que mais me inspira é o sucesso. O sucesso de outras pessoas faz-me ver que é possível. Que se outros conseguiram eu também vou conseguir. E há tantas histórias maravilhosas e pessoas inspiradoras.

E claro a minha família, sem duvida a minha maior fonte de inspiração. Sempre fui educada pelos meus pais a acreditar no meu valor. E de que era capaz de alcançar tudo aquilo a que me propusse-se ,desde que me esforçasse para isso.

E claro o meu irmão. Tem mais 10 anos que eu, e desde sempre foi e continua a ser um dos meus pilares. É uma pessoa inspiradora.

O que mais gosto de fazer

Adoro Lisboa, Passear, Viajar e Comer. Tenho este desejo constante de ver e aprender, não consigo estar parada. E não me convidem para estar muito tempo no mesmo sítio… às vezes tenho de me “obrigar” a parar.

Tenho esta sede de ver coisas e saber mais desde sempre. Lembro-me de ser muito pequena e dizer à minha mãe que tinha receio de “não aproveitar a vida”, porque o mundo era muito grande e haviam tantas coisas para ver e fazer que podia não ter tempo…

Como surgiu a ideia do Blog e o que poderemos encontrar por lá

O Blog começou oficialmente no dia 26 de Dezembro de 2014. Mas era uma ideia que andou a ser “cozinhada” durante cerca de 6 meses, até eu ter a certeza de que queria avançar, e de ter uma ideia do que iria acarretar em termos de comprometimento e entrega.

Embora esteja posicionado na categoria de Blog de Viagens, o Lovely Lisbonner é acima de tudo um City Blog, um blog muito focado em Lisboa, especialmente sobre experiências. Como digo no blog é sobre Lisboa e o Mundo. Coisas que podemos ver e fazer na cidade, o conceito é um pouco o de sermos turistas na nossa própria cidade. Apercebi-me durante as minhas viagens ao estrangeiro, através de conversas com outros turistas portugueses que a maioria das pessoas que viaja não o faz na sua própria cidade, e achei que podia ser um desafio interessante e um óptimo tema para o Blog. Depois falo também sobre as viagens que faço dentro e fora de Portugal.

Faço questão de só escrever sobre experiências que fiz ou locais onde fui. Acima de tudo é a minha visão e a minha experiência que estou a relatar, os meus leitores sabem que só falo com conhecimento de causa. Dou dicas de viagem, restaurantes, experiências novas e diferentes, eventos, concertos e por isso acaba por se enquadrar um pouco também na categoria de lifestyle.

A principal razão que me levou a criar o Blog e partilhar as minhas viagens e passeios, e também um pouco do meu dia-a-dia

Foi por uma razão de saúde que tudo começou

Em Maio de 2014 fui diagnosticada com o Síndrome de Tietze, uma inflamação do esterno acompanhada de dor aguda no peito e que segundo os médicos é comum os sintomas serem confundidos com um ataque cardíaco. Tive sorte que quando cheguei ao hospital o médico que me atendeu estava familiarizado com este síndrome. A boa notícia é que se sabia o que era, a menos boa é que não são conhecidas as causas ou a cura, e a qualquer momento podemos ter uma crise. Quando acontece é extremamente incapacitante e o alto no peito é visível, ao ponto de não se conseguir pegar num copo de água.

Fui a vários médicos, sempre com o mesmo diagnóstico. Numa primeira fase a estratégia foi tentar perceber o que desencadeava as crises. Depois de percebermos que eram as situações de elevado stress, e o facto de ser muito focada no trabalho e estar numa fase da minha vida em que não tinha um hobby só dificultava a situação.

Eu sempre tive imensas actividades e interesses, mas durante todo o processo da doença da minha mãe (Alzheimer) foquei-me nela e no meu trabalho. Ora isso significou deixar de fazer algumas das actividades que fazia e também a pensar constantemente em trabalho.

O reumatologia disse-me que eu tinha de encontrar uma forma de descontrair, um hobby, e que não era opcional se queria mesmo melhorar.Aqui é que foi mais difícil, o perceber depois de todo o processo da doença da minha mãe, que faleceu um mês depois da minha primeira crise, que interesses eu tinha agora. Era como se tivesse posto a minha vida em “espera”, não sei se me faço entender… e agora fosse preciso aprender, ou melhor descobrir quais os meus interesses passados 3 anos.

Redescobrir o que me fazia feliz

Não me apetecia voltar a estudar uma língua estrangeira, algo que fiz durante muito tempo (inglês, francês, espanhol). Tentei a costura, comprei uma máquina e tudo mas ao fim de várias agulhas partidas vi que não era para mim. Tentei mais uma série de coisas, sem sucesso.

Até que um dia pensei que o que eu gostava realmente era de viajar e de passear, sim era verdade mas não podia encarar isso propriamente como um hobby…

Então lembrei-me que sempre que partilhava nas redes sociais os locais onde ia e os passeios que fazia, os amigos perguntavam-me dicas e conselhos e foi assim que surgiu a ideia.

Criar Coragem

Depois foi o criar coragem e preparar tudo para lançar o blog. Apenas 3 pessoas sabiam, e que foram decisivas para a minha decisão de arriscar. O meu irmão, uma amiga e o meu ex-namorado (namorado na época). Apenas lhes contei a eles porque eram as opiniões que eu mais valorizava e que sabia que seriam sinceros e que teria aquele apoio emocional para arrancar com o projeto.

Os passeios e as viagens que faço eu já fazia, a diferença é que agora partilho com o mundo.

Perguntas que me fazem com muita frequência

Qual é o principal segredo para mantermos um blog vivo, e com uma comunidade fiel?

A regularidade e coerência com que publicamos são elementos chave. Depois a interação e o cuidado com quem nos segue, pensar nos nossos leitores como se fossem os amigos com quem estamos a falar. Responder às questões e comentários, dar atenção a quem gosta de nos seguir e de nos ler. E claro, pensar em conteúdos que tragam mais valia para os nossos leitores.

Que estratégias usas para destacares o teu blog dos milhares que existem?

O meu Blog é a minha voz, o que está ali “sou eu”. os meus amigos dizem-me que quando lêem um artigo meu é como se estivessem a falar comigo, e isso é o melhor elogio que alguém me pode dar enquanto blogger. Aquela é a minha visão do mundo e do que me rodeia, e será única porque não há duas pessoas iguais.

Tendo tu um ar muito doce, é fácil associarmos o nome do blog a ti. Quem é verdadeiramente a criadora Lovely Lisbonner?

É uma pessoa de bem com a vida, acredito que existem muitas situações que não controlamos mas depende sempre de nós a forma como reagimos e encaramos as adversidades. A escolha entre te lamentares ou ires à luta será sempre tua.
Apaixonada pela vida. Uma sonhadora com os pés assentes na terra. E que procura sempre o melhor nas pessoas e nas situações. E que faz muitas vezes o exercício de se “colocar no lugar do outro”. E uma eterna curiosa da mente humana.

Já alguma vez pensaste em desistir? 

Desistir não, mas ao inicio não foi fácil até encontrar a minha voz, a minha escrita. E aquela fase em que ainda estamos a tentar posicionar o blog é muito complicada. Mas a partir do momento em que lancei o blog sabia que o caminho seria sempre para a frente. O Lovely Lisbonner é o meu bebé, e não se desiste de um filho…

Que conselhos deixas aos bloggers que estão a iniciar a sua jornada, e aos que estão mais desanimados?

Acho que o melhor conselho que posso dar a alguém que está a começar é que não desistam, e que escolham para o blog um tema que vos apaixone. Podem levar algum tempo até que o vosso trabalho seja reconhecido e isso é normal. Acima de tudo têm de acreditar em vocês e no vosso trabalho, e claro estarem preparadas para trabalhar muito. Quem começa um blog com o objectivo principal de ganhar dinheiro ou produtos grátis já vai com meio caminho para que corra mal.

És Blogger a tempo inteiro ou tens outro trabalho?

Apesar de não ser Blogger a Full-Time, e de ter outra ocupação profissional como Coordenadora de Recursos Humanos numa produtora de Televisão nacional, neste momento criar conteúdos é o que mais gosto de fazer.

Queres saber mais sobre mim e o blog. Tens questões que não estão aqui respondidas, ou gostavas de ver algum tema ou local abordado no Blog? Procuras parcerias para a tua Marca ou Projeto? Entra em contacto comigo através do e-mail ou das redes sociais e eu respondo.


Obrigada por estarem desse lado, Boas Viagens e Bons Passeios.

 

2 Comments

  1. Elvira Costa
    27 Agosto, 2017 / 14:22

    Reencontrei-te e agora sou tua seguidora. Lovelly idea!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: